Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Livros lidos #5

por Alexandra, em 26.05.14

 

"A Espuma dos Dias" foi o primeiro romance de Boris Vian que li e considero que ficou muito aquém das minhas expectativas (o eterno problema das expectativas demasiado elevadas).

 

Gostei do início, mas julguei que o romance iria girar em torno de um "quadrado" amoroso entre Colin, Chloé, Chick e Alise, em vez de as duas histórias amorosas estarem "individualizadas": Colin vive para tentar tratar a doença de Chloé (esta adoece pouco tempo depois de estes se casarem), tendo para isso de começar a trabalhar; enquanto Alise vive na esperança que Chick a peça em casamento, no entanto, este vive obcecado com a compra de livros e objectos pessoais de Jean-Paul Sartre (no romance designado como "Partre", trocadilho feito também para vários títulos de Sartre).
A história desenrola-se da forma mais dramática possível, sem um final feliz (não me vou estender mais porque não quero desvendar demasiado), e penso ser por isto que a história me desagradou, juntamente com alguns episódios, no meu entender, demasiado no domínio do "fantástico", coisa que não me entusiasmou nem um pouco neste livro.

 

Antes da leitura deste livro, investiguei um pouco sobre Boris Vian e outras obras suas, e fiquei muito interessada em ler em breve "O Arranca Corações" e "Outono em Pequim" (um deles, pelo menos), agora em modo tira-teimas com Boris Vian.

 

Dois em cinco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:48


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Beatriz a 26.05.2014 às 14:36

"O arranca corações" é uma maravilha, põe o "A espuma dos dias" a um canto.
Li o Outono mas não fiquei muito convencida, apesar de não ter desgostado.
Sem imagem de perfil

De Beatriz a 26.05.2014 às 14:38

Esqueci-me de dizer que, se não gosta do "fantástico" como escreveste, é possível que a obra De Vian não te agrade, porque é foi um escritor surrealista.
Imagem de perfil

De Alexandra a 26.05.2014 às 16:03

Pois, tinha ficado com a ideia que apenas o "Outono em Pequim" é que tinha esse registo. Portanto, preparei-me para uma obra "normal" quando decidi ler "A espuma dos dias".
Nem é tanto o não gostar, foi mesmo a forma como estava inserida neste livro, que já não estava a gostar muito, e então com aqueles apontamentos surreais, ainda me enervou mais :P
A ver como correm as próximas leituras :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D



Favoritos